1

MASSACRE EM SP Tiros em escola de Suzano deixam 10 mortos e 10 feridos

Por: O Diario OLD
13/03/2019
204

Dois jovens encapuzados entraram na Escola Estadual Raul Brasil, no Jardim Imperador, em Suzano (SP), e atiraram contra os estudantes, por volta das 10h de dessa quarta-feira (13).

 

No ataque, 10 pessoas morreram, entre elas 5 alunos e duas funcionárias da escola, que seriam a diretora e a coordenadora pedagógica, e também um comerciante, morto antes da entrada dos assassinos na escola; ele é tio de Guilherme, um dos assassinos.

 

Segundo informações da Polícia Militar, os atiradores, que são ex-alunos do colégio, cometeram suicídio logo após o atentado. Ao menos outras 10 pessoas ficaram feridas, duas delas estão em estado grave. De acordo com relatos dos alunos, um dos criminosos estava com uma arma de fogo e outro com uma faca.

 

Dentro da escola foram encontrados um arco e flecha e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov. Além disso, o esquadrão antibombas foi chamado para desativar uma mala com fios encontrada no local.

Segundo o Censo Escolar de 2017, a escola possui 358 alunos da segunda etapa do fundamental (6º ao 9º ano) e 693 estudantes do ensino médio.

Como aconteceu


Os atiradores primeiro balearam duas coordenadoras, que morreram no local. Por volta das 9h30, hora do recreio, chegaram ao pátio do colégio, que estava cheio de alunos do ensino médio. No local, quatro estudantes foram mortos.

Em seguida, eles foram para o centro de línguas, onde uma professora e alunos se trancaram em uma sala. Após o ataque, eles se mataram no corredor. Vídeos postados na internet mostram estudantes atordoados saindo do prédio. 

 

Assassinos eram ex-alunos da escola em Suzano

Os dois assassinos eram ex-alunos da Escola Estadual Raul Brasil. De acordo com o secretário de Segurança Pública de São Paulo, João Camilo Pires de Campos, os cinco alunos assassinados tinham entre 15 e 17 anos de idade.

 

Segundo o secretário, ainda não se sabe a motivação do crime. "É a grande busca: qual foi a motivação dos antigos alunos", disse. Foram feitas buscas na casa dos assassinos, e a polícia recolheu pertences dos dois.

Os assassinos são Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Henrique de Castro, de 25 anos. Monteiro deixou a escola no ano passado após "problemas" – o secretário não foi claro se ele foi expulso ou se saiu por conta própria.

Os dois aparentemente foram recebidos por Marilena Ferreira Vieira Umezo, coordenadora pedagógica, afirmou o secretário de Segurança. Ela foi a primeira a ser atingida. Não se sabe se os assassinos chegaram à escola encapuzados ou se cobriram os rostos posteriormente.

 

Fonte: G1 e Diário de Pernambuco

 

 

O Diario OLD

2112121

Comente sobre a Materia

Create Account



Log In Your Account